sábado, 23 de julho de 2011

Uma reflexão sobre Édipo Rei


Quando me deparei pela primeira vez com a tragédia de Édipo, estava cursando Filosofia, não que não tivesse conhecimento da história, mas tive uma noção maior da complexidade das desventuras do homem que mata o próprio pai e se casa com a mãe...

Fugindo aos clichês, e pendendo para um lado mais psicanalítico, fica fácil entender o motivo que levou Sigmund Freud a escolher essa tragédia para dar nome e explicar uma de suas mais famosas teorias: O Complexo de Édipo.

No inicio da tragédia já fica claro que Édipo paga pelos erros de seu pai, tem uma história antes de Édipo, LAIO, e que conta o motivo da maldição que perseguiu seu filho,(http://pt.wikipedia.org/wiki/Laio),aos meus olhos tudo tem um "que" de efeito dominó, uns pagando pelos erros dos outros e assim a história se completa e como diria uma boa tragédia grega: o destino se cumpre.

Ao ler atentamente a tragédia, a sensação que tenho é que o destino de Édipo é como se fosse o inconsciente que busca uma forma louca de se expressar, seja atando o pai, seja casando com a mãe, ou mesmo resolvendo o enigma da esfinge.

Falando em esfinge, seu enigma nos remete a outra conclusão, a esfinge fala do homem, o mesmo homem que se descobre ao longo da tragédia, o mesmo homem que conhece um enigma que salva a vida de todos e não consegue salvar sua propria alma...

Não vou me apegar aos clichês do próprio complexo em si, mas do que cada virgula da tragédia apresenta sobre o inconsciente, aliás, vejo claramente a representação do ID, EGO e SUPEREGO na tragédia, quem ainda não entendeu a diferença básica entre os três posso explicar assim:

1) ID: Édipo matar Laio - impulso, não se pensa apenas se age
2) EGO: Ele matou o próprio pai, mas não sabe disso, então justifica seu ato pelo desconhecimento de uma informação
3) SUPEREGO: Édipo, se pune por ter desposado a mãe, ter tido com ela filhos, ele fura os próprios olhos e Jocasta suicida-se...

Enfim, o destino se cumpriu...

Leiam a tragédia, mas agora com essa visão psicanalítica, fica bem mais legal rsrsr

OBS: Quero deixar claro que aqui são ideias minhas, se alguém quiser comentar, estou aberta, mesmo que seja uma ideia contraria, sera bem vindo o debate.

Um comentário: