sábado, 3 de setembro de 2011

"Quando a dor de não estar vivendo for maior que o medo da mudança, a pessoa muda".(Sigmund Freud)



Antes de mais nada, como diria o Rei: Eu voltei, agora prá ficar, porque aqui, aqui é meu lugar! Eu voltei pr'as coisas que eu deixei! Eu voltei!...

Enfim, sem mais delongas, esse voltar tem muito haver sobre o que eu quero refletir junto com vocês hoje, pulsão de morte e pulsão de vida... Tenho uma ideia toda "Lilian de ser" sobre isso, pode ser que eu esteja longe do real significado disso, digo freudianamente falando, mas acho que vale a pena refletir.

Bom antes de mais nada, vamos a definição, mesmo que superficial, sobre as duas pulsões: "A pulsão de vida seria representada pelas ligações amorosas que estabelecemos com o mundo, com as outras pessoas e com nós mesmos, enquanto a pulsão de morte seria manifestada pela agressividade que poderá estar voltada para si mesmo e para o outro. O princípio do prazer e as pulsões eróticas são outras características da pulsão de vida. Já a pulsão de morte, além de ser caracterizada pela agressividade traz a marca da compulsão à repetição, do movimento de retorno à inércia pela morte também."

Enfim, uma te impulsiona para a vida, e a forma "cor de rosa" como você se relaciona com o mundo, com o outro e com você, a outra, é a relacionada aos sentimentos aos quais passamos a vida a esconder, raiva, agressividade... Porém, uma não existe sem a outra...

Ao meu ver, a pulsão de morte, te "prova" que é possível viver... Sem excluir o poder destrutivo da pulsão de morte, podemos dizer que assim como a inveja também tem um lado positivo (isso é conversa para um próximo post), a "morte" te impulsiona a "viver"...

Complicado? Não, de jeito nenhum, viver a vida, mas com algumas regras para uma sobrevivência natural, é o que dá fôlego para o fortalecimento de uma personalidade que se encontra frágil e confusa.Fortalecer-se é o canal, viver a vida não é opção, e manter-se nessa roda viva, é maravilhoso!!

Pare, pense, reflita, veja qual "pulsão de morte" te fortalece, e simplesmente...VIVA!!!!

Ah!! Mas com juízo viu, pular de um avião sem paraquedas não é um "impulso" para a vida... É BURRICE MESMO!!!! rsrsrsrs

Nenhum comentário:

Postar um comentário